Perturbações da personalidade

O que caracteriza a Personalidade  são as qualidades única e constantes do indivíduo. É o que nos distingue de qualquer outra pessoa, conjugando os nossos sentimentos, objectivos e padrões de comportamento.

Trata-se da organização interna dos sistemas psicológicos da pessoa e do seu ajuste ao ambiente envolvente. Embora tenhamos a tendência para responder a uma situação stressante ou difícil da mesma forma, temos a capacidade de tentar pensar e seguir um caminho alternativo se a primeira hipótese se tiver revelado ineficaz. Quando tal não acontece podemos estar perante uma Perturbação da Personalidade.

Perante traços de personalidade inflexíveis e desadaptativos, que causam incapacidade funcional significativa e/ou sofrimento subjectivo podemos então falar de Perturbação da Personalidade.

A perturbação da personalidade é um padrão estável de experiência interna e comportamento que se afasta marcadamente do esperado para o indivíduo numa dada cultura, tendo em conta os substratos étnico, cultural e social. Este padrão é global e inflexível, tendo início na adolescência ou no início da idade adulta. É um padrão estável ao longo do tempo e origina sofrimento clinicamente significativo ou incapacidade na vida social, profissional ou noutras áreas do funcionamento, como relações familiares e com o próprio. A mesma pessoa poderá preencher os critérios para várias perturbações da personalidade.

Enumeramos, de seguida, as perturbações da personalidade mais comuns:

Personalidade evitante

  • Padrão generalizado de inibição social, sentimentos de inadequação e hipersensibilidade às avaliações negativas, indicado por 4 ou mais dos seguintes sinais:

1

Evitamento de actividades profissionais que envolvam contactos pessoais significativos, por medo de criticismo, desaprovação ou rejeição.

2

Não se envolve com pessoas, a menos que esteja seguro de ser aceite.

3

Mostra restrição nos relacionamentos íntimos por medo de ser envergonhado ou ridicularizado.

4

Atormenta-se por ser criticado ou rejeitado em situações sociais

5

Inibição em situações interpessoais novas por sentimentos de inadequação

6

Vê-se a si próprio como inepto socialmente, inferior aos outros ou sem encanto pessoal.

7

Normalmente relutante em assumir os riscos pessoais ou envolver-se em novas actividades que possam vir a ser embaraçosas.

Personalidade obsessivo-compulsiva

  • Padrão global de preocupações com a ordem, a perfeição e o controlo mental e interpessoal, à custa da flexibilidade, abertura e eficiência, indicado por 5 ou mais dos seguintes:

1

Preocupação com detalhes, regras, listas, organização, inventários, acabando por perder a noção dos objectivos.

2

Perfeccionismo que interfere na execução de tarefas (incapaz de completar um projecto por não atingir os padrões rígidos que assume como seus).

3

Excessiva devoção ao trabalho, com exclusão de relações interpessoais e actividades de lazer (excluindo necessidades económicas óbvias).

4

Hiperconsciencioso, escrupuloso e inflexível nos assuntos de ética, moralidade ou valores (excluindo identificação cultural ou religiosa).

5

Incapacidade de deitar fora pertences usados ou sem importância, mesmo que não tenham qualquer valor sentimental.

6

Relutância em delegar tarefas ou trabalhar com outros, a não ser que se submetam exactamente ao seu modo de fazer as coisas.

7

Adopção de um estilo avarento para si próprio e para os outros: o dinheiro é visto como alguma coisa para enfrentar futuras catástrofes.

8

Exibição de rigidez e teimosia.

 Personalidade anti-social

  • Existência de um padrão global de desrespeito e violação dos direitos dos outros, ocorrendo desde os 15 anos, indicado por 3 dos seguintes:

1

Incapacidade em conformar-se às normas sociais e às leis, traduzida pela repetição de actos passíveis de prisão.

2

Falsidade, com mentiras repetidas, uso de falsas identidades o enganar os outros para proveito ou prazer pessoal.

3

Impulsividade ou incapacidade de fazer projectos.

4

Irritabilidade e agressividade, com lutas físicas ou assaltos repetidos.

5

Desprezo e negligência pela segurança de si próprio ou dos outros.

6

Irresponsabilidade constante, indicada por incapacidade de manter um trabalho consistente ou honrar compromissos financeiros.

7

Falta de remorsos, indicado pelo facto de ser indiferente ou racionalizar os maus-tratos, ferimentos ou roubos provocados aos outros.

Personalidade histriónica

  • Padrão global de emotividade excessiva e procura de atenção, indicado por 5 ou mais dos seguintes:

1

Desconforto em situações em que não é o centro das atenções.

2

Interacção com os outros caracterizada por sedução sexual inapropriada ou comportamento provocador.

3

Exige expressões emocionais que mudam rapidamente e se mostram superficiais.

4

Usa conscientemente a aparência física para atrair as atenções sobre si.

5

Tem um estilo de discurso que impressiona excessivamente mas é fraco nos detalhes.

6

Mostra auto-dramatização, teatralidade e expressão exagerada das emoções.

7

Sugestionável, sendo facilmente influenciado por outros ou por circunstâncias.

8

Considera os relacionamentos como mais íntimos do que na realidade são.

Personalidade borderline (estado-limite)

  • Padrão invasivo de instabilidade dos relacionamentos interpessoais, auto-imagem e afectos e acentuada impulsividade. Pelo menos 5 dos seguintes:

1

Esforços frenéticos para evitar um abandono real ou imaginado.

2

Padrão de relacionamentos interpessoais instáveis e intensos, caracterizado pela alternância entre extremos de idealização e desvalorização.

3

Perturbação da identidade: instabilidade acentuada e resistente da auto-imagem ou do sentimento de si mesmo.

4

Impulsividade em pelo menos duas áreas potencialmente prejudiciais à própria pessoa (p.e: gastos financeiros, sexo, abuso de substâncias e/ou alcool, condução imprudente, comer compulsivamente, roubo compulsivo e patológico)

5

Recorrência de comportamentos, gestos ou ameaças suicidas ou de comportamento automutilante.

6

Instabilidade afectiva devido a uma acentuada reactividade do humor (por exemplo: episódios de intensa disforia, irritabilidade ou ansiedade geralmente durando algumas horas e raramente mais de alguns dias).

7

Sentimento crónico de vazio.

8

Raiva inadequada e intensa ou dificuldade em controlar a raiva (por exemplo: demonstrações frequentes de irritação, raiva constante, lutas corporais recorrentes).

9

Ideação paranóide transitória (por exemplo: sentir-se perseguido) e relacionada ao stresse ou severos sintomas dissociativos (por exemplo: a despersonalização e processos amnésicos intensos).

 

Personalidade Narcísica

1

Sentimento grandioso de auto-importância, hipervalorização das suas capacidades e crença de que os outros lhe assumem o mesmo valor (parecem gabarolas e pretensiosos).

2

Ruminação e preocupação com admiração, êxito, poder, beleza, amor ideal ou privilégios que julgam merecer.

3

Crença de que se é especial e único e que só os mais inteligentes, importantes ou com estatuto elevado conseguem compreendê-lo, procurando unir-se e manter contacto com pessoas desse nível e evitando contacto com os sujeitos comuns.

4

Necessidade de admiração excessiva devido à fraca auto-estima, preocupando-se muito com o julgamento e opinião dos outros (esperam ser recebidos com grande aparato e ser alvo de inveja e caso não o sejam ficam surpreendidos).

5

Sentimentos de ser reverenciado e tratamento especial (p.e: assumem que não precisam esperar na fila porque as suas prioridades são as mais importantes;  assumem que o seu trabalho é sempre o mais importante).

6

Espera grande dedicação dos outros e utiliza-a como meio para atingir os seus fins (p.e: inicia relações amorosas apenas se o outro estiver disposto a alimentar a sua auto-estima e a aceitar as suas condições).

7

Ausência de empatia e incapacidade de reconhecer os pontos de vista dos outros, assumindo que os outros se preocupam e se concentram nele. Apenas reconhece sentimentos e necessidades nos outros para os rebaixar.

8

Inveja os êxitos e posses dos outros e acredita que os outros também o invejam a ele.

9

Comportamentos arrogantes e atitudes altivas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *